A pesquisa e o estudo de tratamentos com células-tronco têm avançado cada vez mais, assim como seus resultados. Veja dois exemplos de estudos experimentais com sucesso:

  • Reconstrução óssea em fissura labiopalatina
  • Enxerto em queimaduras de terceiro grau

Reconstrução óssea em fissura labiopalatina

A fissura labiopalatina, ou lábio leporino, como é mais conhecida, é uma má formação congênita, ou seja, a pessoa já nasce com ela. A saber, ela é caracterizada por aberturas ou descontinuidades das estruturas do lábio e/ou da divisão óssea e muscular entre as cavidades oral e nasal.

O tratamento atual envolve cirurgias, como a retirada de um osso da bacia para o enxerto na fissura. Entretanto, os estudos com células-tronco já apresentam excelentes resultados.

Como as células-tronco podem ajudar?

Estimulando a produção de um novo osso para a fissura.

O estudo experimental

  • Primeiramente, as células-tronco são coletadas da polpa do dente do paciente
  • Depois da extração, essas células são isoladas e multiplicadas em laboratório. Lá, seu crescimento é acompanhado até que formem um conjunto ideal
  • Esse conjunto ideal é reinserido no corpo do paciente, assim, estimulando a produção de um novo osso
  • Um ano depois, a fissura no céu da boca já está completamente fechado

Esse estudo é brasileiro!

Essa iniciativa pioneira é desenvolvida de forma experimental pela equipe da Dra. Daniela Bueno. A princípio, tem potencial para ser uma das primeiras aplicações de células-tronco disponíveis de forma mais ampla para a população.

Enxerto em queimaduras de terceiro grau

A queimadura de terceiro grau é aquela que atinge todas as camadas da pele, podendo até alcançar gordura, músculos, nervos e ossos. Nesses casos, como os nervos são destruídos, o paciente nem sente mais dor.

Causas

  • Chama direta
  • Eletricidade
  • Agentes químicos
  • Agentes radioativos
  • Líquidos superaquecidos
  • Frio
  • Fogos de artifício

No geral, o corpo tenta produzir novas células para recompor o tecido perdido, mas nem sempre ele dá conta. É o caso das queimaduras de 3º grau, que levam à morte das células.

O tratamento atual consiste no enxerto de pele de outra região do corpo do paciente. No entanto, a textura e a cor dos tecidos podem ser incompatíveis, além de que nem sempre haverá uma área de pele saudável da qual extrair.

Como as células-tronco podem ajudar?

Elas auxiliarão na regeneração e na cicatrização da área reconstruída com enxerto.

O estudo experimental

  1. Estudos desse tipo usam estruturas formadas por materiais naturais ou sintéticos como curativos para a área danificada
  2. Combinado com as células-tronco obtidas dos tecidos do próprio paciente, esse material substituto da pele ajuda também na regeneração do tecido perdido

A chance de o corpo rejeitar o curativo diminui muito, assim como as chances de transmissão de doença!

Proteja o seu filho em todas as fases da vida!

Invista na saúde dele com o armazenamento de células-tronco do dente de leite!