A infância é uma fase muito especial na vida de toda a criança. A cada etapa que acompanhamos dos pequenos, conseguimos ver o crescimento e desenvolvimento deles. Uma dessas mudanças é a da dentição. Mas uma dúvida sempre surge entre os papais e as mamães: qual é a importância do dente de leite? Entenda a seguir um pouquinho mais sobre essa dentição especial!

O surgimento dos primeiros dentes de leite

O dente de leite ganhou esse apelido porque ele é um pouquinho mais brancos do que os dentes permanentes. Na verdade, ele se chama dente decíduo e começa a nascer por volta dos 6 meses.

A partir daí, a criança vai ganhar até 20 dentinhos como esse. Até os 6 anos, quando eles começarem a ficar moles e cair um por um, esses dentes de leite vão desempenhar várias funções no desenvolvimento dos pequenos.

Afinal, qual é a importância do dente de leite?

Muitos pais têm essa dúvida: se o dente de leite vai cair, por que ele nasce então?

Durante o desenvolvimento da criança, ela passa por muitas mudanças, e esses dentes nascem justamente para ajudar nessas etapas.

Assim, esses dentinhos auxiliam, por exemplo, no desenvolvimento adequado dos ossos e músculos do rosto. Eles também ajudam a criança no processo de começar a falar, facilitando a pronúncia correta das palavras.

A importância do dente de leite também se deve ao seu papel de preservar o espaço para o dente permanente nasça na posição correta. Isso é muito importante porque, conforme for ficando mais velha, a criança muda sua alimentação. Por isso, os novos dentes precisam crescer fortes e alinhados, não é mesmo?

Você sabia? O dente de leite também guarda um tesouro precioso

Além de exercer todas essas funções essenciais para que as crianças cresçam saudáveis e cheias de vida, a importância do dente de leite vai muito além. Isso porque cada dente guarda um tesouro precioso dentro dele.

Cada dentinho possui dentro dele células-tronco. Elas são células especiais que são consideradas o futuro da medicina, trazendo novas possibilidades de tratamentos e curas de doenças. E sabe o que é o melhor de tudo?

Antes do dentinho do seu filho cair, você pode guardar esse tesouro para o futuro. Assim, você tem uma garantia de que, caso ele precise, vocês terão à disposição essas células super especiais e que podem proporcionar mais saúde para ele!

Dessa forma, você também valoriza ainda mais a importância do dente de leite e tem a chance de proteger o futuro dos seus pequenos.

Mas como fazer isso? Nós explicamos passo a passo nesse post como você pode armazenar as células-tronco do seu filho.

Dentinho de leite: quando ele começa a cair

Completada a sua função de ajudar no desenvolvimento das crianças, o dente de leite começa a ficar mole. Um a um, eles vão amolecendo até cair, já que esse é um processo natural do corpo.

Isso normalmente acontece por volta dos 6 anos, porque é quando os dentes permanentes começam a exercer uma pressão na gengiva para começarem a sair. Ele estimula a reabsorção da raiz do dente de leite até que ele caia.

Nessa etapa, 3 coisas são muito importantes:

  1. Lembre-se de ensinar e estimular seu filho a manter uma higiene adequada nos dentinhos, para evitar cáries.
  2. Não force a queda desses dentinhos! Isso pode machucar e até traumatizar a criança. Fale sobre a importância do dente de leite e porque é necessário cuidar do dentinho molinho.
  3. Caso você opte por armazenar as células-tronco que esses dentinhos guardam, não se esqueça de ir até um dentista para coletar o dente de leite antes de ele cair. Isso porque, caso o dente caia, ele deixa de receber sangue e, assim, as células-tronco deixam de ser próprias para o armazenamento.

Para saber tudo sobre esse processo para guardar esse tesouro precioso, preencha o formulário abaixo: