Células-tronco já são armazenadas há décadas no Brasil e no mundo. Principalmente nos últimos 10 anos, o armazenamento dessas células poderosas se tornou comum entre famílias com recém-nascidos, uma vez que o cordão umbilical era a única fonte com coleta viável. Posteriormente, a polpa dos dentes também apareceu como solução, apresentando ao mundo uma coleta mais prática, acessível e de qualidade melhor. Entenda nesse texto de blog onde são encontradas as células-tronco no corpo e onde elas podem ser coletadas, além das vantagens de cada uma.

Onde são encontradas as células-tronco?

Células-tronco são encontradas no corpo todo, porém só alguns lugares permitem a coleta. Essas células possuem a capacidade especial de se transformarem em diferentes tipos de células do corpo. São como “curingas” do nosso organismo. Por esse motivo, elas estão presentes em todo organismo, esperando a hora para formarem células novinhas em folha para reparar alguma lesão, por exemplo uma fratura.

E olha que interessante! Nosso corpo todo foi feito a partir de uma só célula-tronco. O zigoto, que é uma célula-tronco, é a primeira célula formada depois da fecundação, e é responsável por formar todo organismo.

Células-tronco do Dente de Leite

Claro que tínhamos que começar falando dessa fonte. A coleta das células-tronco pelo dente de leite é feita por meio da polpa dentária, o “coração” dos dentes. Dentro da polpa existem células-tronco mesenquimais, tipo específico capaz de gerar células dos tecidos sólidos do organismo, como ossos, músculos, pele, cartilagem, neurônios e células de órgãos.

Especificamente, as células-tronco do dente de leite possuem uma origem primitiva do desenvolvimento do corpo. Isso faz com que elas tenham mais versatilidade em suas transformações em outro tipo de célula.

  • Vantagens: células de indivíduo jovem (criança); Troca de dentição é um processo natural; 20 oportunidades de coleta (20 dentes); Procedimento minimamente invasivo; Coleta simples para o dentista; Células de origem primitiva com mais potencial de terapia.
  • Desvantagens: coleta pode ser prejudicada por conta de cáries ou pela ausência de raiz.
  • Idade para coleta: Entre 5 e 12 anos, em média.
  • Forma de coleta: Forma habitual do dentista. Necessário confirmar se há, ao menos, 1/3 de raiz, garantindo que as células estão vivas e a polpa dentária não está exposta ao ambiente. Também é importante termos a avaliação clínica do dentista credenciado e também uma radiografia.
  • Tipo de célula-tronco: mesenquimal (forma órgãos e tecidos sólidos).
  • Objetivo terapêutico: Controle de inflamação e Regeneração de Tecidos.

 

onde encontrar células-tronco

Representação da Polpa Dentária

Células-tronco do Dente do Siso

Da mesma forma que o dente de leite, a coleta pelo dente do siso é feita pela polpa dentária. Entretanto, diferentemente dos dentes de leite, as células aqui são de um indivíduo um pouco mais velho, significando que as células também não são mais jovens. Mesmo assim, a coleta é extremamente vantajosa para adolescentes e adultos que já perderam a oportunidade dos dentes de leite.

  • Vantagens: Grande quantidade de células no tecido; Quando há indicação de extração, o dente seria descartado; 4 possibilidades de coleta (4 dentes do siso).
  • Desvantagens: Coleta é impossibilitada caso haja necessidade de odontosecção (cortar o dente para extrair).
  • Idade para coleta: Entre 15 e 30 anos, em média.
  • Forma de coleta: Forma habitual do dentista. Assim como o dente de leite, é necessário confirmar se há, ao menos, 1/3 de raiz. Isso garante que as células estão vivas e a polpa dentária não está exposta ao ambiente. É importante também termos uma radiografia antes de coletarmos, avaliando o tamanho da raiz.
  • Tipo de célula-tronco: mesenquimal (forma órgãos e tecidos sólidos).
  • Objetivo terapêutico: Controle de inflamação e Regeneração de Tecidos.

Células-tronco do Periósteo do Palato (Céu da Boca)

No começo do texto falamos sobre os recém-nascidos e crianças com dentes de leite coletarem. Agora, a R-Crio também tem uma forma de coleta de células-tronco para toda família. O Periósteo é uma membrana que reveste os ossos do corpo humano, e o Palato é nosso osso do céu da boca. Portanto, a coleta pelo Periósteo do Palato é coletar um pedacinho do osso do céu da boca.

Mas calma lá! O procedimento é extremamente simples, feito em menos de cinco minutos, e é acessível para crianças, adultos e idosos por conta de tanta simplicidade. O dentista faz só um buraquinho no céu da boca para coletar, como uma biópsia. Depois fica como uma afta, e o buraquinho se fecha em poucos dias.

  • Vantagens: Procedimento muito simples; Possível para todas idades; Médicos e Dentistas podem fazer o procedimento; Sem necessidade de radiografia ou consulta clínica anterior à coleta.
  • Desvantagens: Nenhuma.
  • Idade para coleta: A partir dos 3 anos.
  • Forma de coleta: Utilizando um bisturi circular descartável. O dentista ou médico anestesia o local e faz a incisão próximo aos dentes pré-molares superiores. Ao retirar o bisturi, o tecido vai ser retirado junto, e o paciente só precisa fazer um pouco de compreensão.
  • Tipo de célula-tronco: mesenquimal (forma órgãos e tecidos sólidos).
  • Objetivo terapêutico: Controle de inflamação e Regeneração de Tecidos.

Células-tronco do Tecido Adiposo

Diferente das outras fontes, a coleta pelo tecido adiposo é feita exclusivamente por médicos, já que a extração da gordura não é tão prática quanto outras fontes. Entretanto, essa fonte de coleta é bastante abundante de células-tronco e permite pacientes que já estão passando por procedimentos estéticos, principalmente a lipoaspiração, fazerem o armazenamento.

  • Vantagens: Gordura seria jogada no lixo; Aproveitar a lipoaspiração para fazer a coleta; Grande quantidade de células-tronco.
  • Desvantagens: Coleta exclusiva para pacientes passando por procedimentos estéticos.
  • Idade para coleta: A partir dos 15 anos.
  • Forma de coleta: Depois da lipoaspiração, ou outro procedimento que tenha coleta de gordura, o médico deve separar entre 20 e 120ml de tecido adiposo para ser enviado para a R-Crio. A ferramenta para coletar, como a cânula de lipoaspiração, pode ser a habitual do médico.
  • Tipo de célula-tronco: mesenquimal (forma órgãos e tecidos sólidos).
  • Objetivo terapêutico: Controle de inflamação e Regeneração de Tecidos.

Outras fontes de coleta de células-tronco.

Existem também outros lugares que são encontradas as células-tronco no corpo, porém a R-Crio não trabalha com essas formas de coleta. Isso porquê nosso foco são as células-tronco mesenquimais, células que são bastante versáteis para tratamentos de saúde.

célula-tronco cordão umbilical

Sangue do Cordão Umbilical

Depois do dente de leite, essa fonte de coleta é a mais tradicional. Entretanto, muitas famílias se confundem com as propriedades desse tipo de células-tronco com as células-tronco do dente de leite. Essas células-tronco são hematopoiéticas, ou seja, um tipo específico que forma as células de defesa do organismo presentes no sangue. Em contra partida, essas células não são possíveis de serem multiplicadas no laboratório, e, muitas vezes, a quantidade armazenada não é suficiente para a criança fazer uma terapia. Entenda aqui as diferenças entre os tipos de células-tronco.

  • Vantagens: Células-tronco capazes de formar células sanguíneas; Possibilidade de compartilhamento.
  • Desvantagens: Quantidade limitada de células, muitas vezes com necessidade de procurar um doador compatível, mesmo armazenando previamente; Células-tronco não se multiplicam em laboratório; Oportunidade única.
  • Idade para coleta: Momento do parto.
  • Forma de coleta: O médico, primeiro, faz a assepsia do cordão umbilical, e em seguida faz a punção do sangue para uma bolsa de coleta de sangue. A bolsa é enviada para o laboratório de criopreservação.
  • Tipo de célula-tronco: hematopoiética (forma células de origem sanguínea).
  • Objetivo terapêutico: Doenças autoimunes.

Parede do Cordão Umbilical

A parede (ou tecido) do cordão umbilical também é fonte acessível de células-tronco. Diferente do sangue do cordão, essa é uma fonte de células-tronco mesenquimais, assim como a polpa dos dentes, porém alguns especialistas “torcem o nariz” quando se fala nessa fonte de células mesenquimais. Nesse estágio, as células são extremamente jovens, e por isso podem apresentar multiplicação desgovernada. Isso pode significar maior chance de mutação na função das células, resultando em doenças graves, como aparecimento de tumor.

  • Vantagens: Material seria descartado.
  • Desvantagens: Multiplicação acelerada; Podem ter células-tronco da mãe misturadas.
  • Idade para coleta: Momento do parto.
  • Forma de coleta: O médico coleta parte do cordão umbilical e envia para o laboratório de criopreservação.
  • Tipo de célula-tronco: mesenquimal (forma órgãos e tecidos sólidos).
  • Objetivo terapêutico: Controle de inflamação e Regeneração de Tecidos.

Células-tronco Pluripotentes Induzidas (iPSC)

Essa fonte de coleta é principalmente utilizada em pesquisas clínicas, quando o paciente não tem células-tronco armazenadas previamente. Para você entender melhor, as células-tronco pluripotentes são aquelas em um estágio anterior ao estágio das adultas (mesenquimais e hematopoiéticas) que falamos acima. As pluripotentes são as células embrionárias, coletadas de embriões e com alto potencial de transformação. Porém, sempre houve conflito ético para coletar essas células, uma vez que eram coletadas de embriões.

Em 2012, dois cientistas ganharam o Prêmio Nobel por conseguir REGRESSAR uma célula adulta do organismo para o estágio embrionário. Por exemplo, é possível coletar a célula da pele e fazer ela voltar ao estágio indiferenciado de uma célula-tronco. Incrível, né? Mas olha só. As células-tronco pluripotentes induzidas não são recomendadas para terapias, somente para estudos. Elas são células de um estágio extremamente primitivo do desenvolvimento do corpo, e por isso possuem uma multiplicação bastante acelerada e possível de formar tumor.

  • Vantagens: Poder ser formada a partir de qualquer célula do corpo humano.
  • Desvantagens: Multiplicação extremamente acelerada.
  • Idade para coleta: Qualquer momento da vida.
  • Forma de coleta: Depende do local que for coletada a célula original para regressar ao estágio embrionário.
  • Tipo de célula-tronco: Embrionária (pode formar qualquer tipo de célula do corpo).
  • Objetivo terapêutico: Nenhum. Uso indicado somente para pesquisa.

Viu a chance de coletar? Fala com a gente!

Depois de comparar as fontes de coleta, qual foi a que você gostou mais? Aqui na R-Crio costumamos falar que, independentemente de sua idade, é sempre interessante coletar suas células-tronco HOJE. Afinal, sempre estaremos envelhecendo, e as células de hoje sempre serão melhores que as células de amanhã. Por esse motivo, a R-Crio já expandiu as coletas para adultos e idosos do Brasil inteiro.

Leia mais textos de nosso blog, fala com a gente e comece já a planejar seu estoque de células-tronco para quando mais precisar. Até um próximo texto! 😉