A R•Crio sabe que tomar medidas que melhorem a nossa qualidade de vida já não é mais um sonho, mas sim uma realidade possível. Por isso, comemoramos cada avanço da medicina na busca por tratamentos mais eficazes com o uso de células-tronco.

A cada ano surgem novas pesquisas e mais descobertas sobre o potencial dessas células especiais. Esses avanços englobam desde tratamentos para condições mais simples (como queimaduras) até doenças complexas, como Alzheimer, Mal de Parkinson, Autismo, Diabetes, entre outras. Existem muitos estudos em andamento, mas selecionamos alguns para fazer uma retrospectiva de estudos e tratamentos com células-tronco:

1 – Células-tronco foram usadas com sucesso para promover a regeneração após lesão na medula espinhal

Lesões na medula espinhal são o foco dos estudos realizados por pesquisadores na Universidade de Hokkaido (Japão). Eles realizaram com sucesso testes em animais com lesões utilizando células-tronco para regenerar as fibras nervosas, e como resultado eles obtiveram uma melhora na capacidade de movimento dos membros. O estudo demonstra um futuro promissor para o tratamento de lesões medulares graves em seres humanos.

2 – Gordura enriquecida com células-tronco reabilita pacientes com deformidades

O uso de enxertos de gordura potencializada com células-tronco voltado para reconstrução de deformidades estéticas, como Microssomia Craniofacial, e para a reconstrução da mama em mulheres que passaram por Mastectomia, tem se mostrado promissor! Pesquisas realizadas em laboratório mostram que a aplicação de gordura enriquecida com células-tronco possui uma eficácia maior quando comparado aos métodos tradicionais.

3 – Tratamento de Doenças Cardiovasculares com células-tronco

O tratamento de doenças cardiovasculares com o uso de células-tronco está cada vez mais próximo de se tornar realidade. A pesquisa é uma parceria entre a Universidade de Wisconsin-Madison, Universidade do Alabama e Universidade de Birmingham e Duke, nos Estados Unidos. Os cientistas já estão na última etapa antes do uso em pacientes humanos: estão testando e aperfeiçoando “remendos” tridimensionais do coração. Os estudos já estão em fase avançada e espera-se que em um futuro próximo possam ser aplicados em seres humanos.

4 – Malformação Congênita: células-tronco para um tratamento seguro

O tratamento da malformação congênita a partir do isolamento de células-tronco extraídas da polpa do dente de leite promete ser revolucionário. Com o seu uso, é estimulada a formação óssea em até seis meses, o que reduz também as dores do pós-operatório, trazendo mais conforto ao paciente e reduzindo custos operacionais com internações. Procedimentos já realizados têm apresentado grande sucesso em crianças com lábio leporino (fissura palatina).

5 – Células-tronco ajudam a entender a relação entre Zika Vírus e Microcefalia

Além de ajudar em tratamentos, as células-tronco são também ferramentas poderosas para entender o desenvolvimento normal e patológico de doenças. Em laboratório, os pesquisadores puderam utilizar células-tronco para simular um cérebro humano se desenvolvendo e entender a associação entre o vírus Zika e a Microcefalia.

Como você pode ver, os tratamentos com células-tronco estão cada vez mais acessíveis e eficazes, por isso, o armazenamento dessas células são uma forma cada vez mais concreta de preservar a saúde das novas gerações.

O dente de leite guarda um tesouro precioso, capaz de beneficiar a saúde de seu filho durante toda a vida: células-tronco capazes de auxiliar na regeneração de diversos tipos de tecidos e órgãos, como músculo, pele, osso e cartilagem. Armazene: http://materiais.r-crio.com/planos-standard