Já falamos em diversos textos sobre a importância da qualidade de vida. Nesses textos mencionamos a importância do ambiente externo na expressão de doenças hereditárias que estão em nosso DNA, mas que só precisam de um empurrãozinho para darem as caras. Dessa forma, o tabagismo tem um grande papel na incidência de doenças graves. Entenda agora, no texto publicado um dia após o Dia Nacional de Combate ao Fumo, sobre os males do cigarro e descubra porquê, mesmo com tantas precauções, o tabagismo ainda é tão difundido na sociedade.

Contexto Histórico do Tabagismo.

No mundo civilizado, quem teve o primeiro contato com o tabaco foi Cristóvão Colombo, quando registrou em seu diário de bordo que cruzou com índios com canoas cheias de folhas próximo à Bahamas. Já em terra, os exploradores constataram que a planta era bastante utilizada pelos nativos: era usada para curar doenças, espantar maus-espíritos, e era utilizada em rituais.

Com isso, segundo o site da Unimed-PB, em 1542, Luís Goes teve a ideia de levar as mudas e folhas de tabaco para Portugal. Nessa época, o diplomata francês Jean Nicot visitou Portugal e ficou impressionado com as qualidades terapêuticas da planta. Dessa forma, Jean levou para a França o tabaco e, posteriormente, a rainha Catarina de Médicis foi curada de sua enxaqueca inalando a fumaça. Por um tempo o tabaco ficou conhecido como “Erva da Rainha”, e foi na França que se iniciou a expansão do consumo do tabaco pelo mundo.

Então em 1882, depois de 340 anos da popularização do fumo, o americano James Bonsack inventou a primeira fábrica de cigarros, produzindo 120 mil por dia! De acordo com a publicação do pneumologista Sebastião de Oliveira Costa (CRM-PB 1630), as duas grandes guerras do século seguinte, a Grande Depressão e a propaganda explícita nos filmes de Hollywood fizeram com que o tabagismo se difundisse por todo mundo.

Consequências do Tabagismo.

Os anos se passaram e os danos do tabagismo se tornaram mais explícitos. Segundo dados da OMS, divulgados pela UOL, hoje o tabaco causa a morte de cerca de 8 milhões de pessoas todos os anos. Desse número, cerca de 1,2 milhão é um grupo de não-fumantes expostos passivamente à fumaça do cigarro. Veja o uso de células-tronco contra doenças pulmonares.

O tabagismo já foi relacionado com doenças graves, incluindo as crônicas, como câncer, infarto, AVC, doenças cardiovasculares, DPOC (Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas), fibrose pulmonar, entre outras. Além disso, segundo a UOL, 90% dos casos de câncer de pulmão estão relacionados ao tabagismo.

O site do Hospital Oswaldo Cruz pontua que o cigarro é responsável por doenças coronárias, responsáveis por 25% dos infartos e anginas; Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas (DPOC), com 85% dos pacientes com bronquite crônica e enfisema sendo fumantes; e Acidente Vascular Cerebral (AVC), representando 25% das ocorrências de derrame cerebral.

Além do perigo de desenvolver doenças graves, o fumante também tem 34% mais chances de contrair doenças infectocontagiosas, como os vírus da Influenza e até mesmo do Coronavírus. Isso porque as toxinas do cigarro possuem o efeito imunossupressor, fazendo com que o corpo fique mais desprotegido para para combater infecções de vírus ou bactérias. Além disso, o fumante possui o hábito de levar a mão à boca, o que significa maior propensão ao contágio e disseminação de doenças virais.

Combate ao Fumo: tratamentos.

O tabagismo é considerado uma doença pela Sociedade de Medicina. Além disso, o vício em tabaco é considerado uma enfermidade complexa por conta da dependência química causada pela nicotina. Entretanto, em alguns casos, a dependência da nicotina pode ser baixa, mas a dependência psicológica é forte, estando ligada a ansiedade. Por esse motivo, muitos tratamentos buscam primeiro medicar o paciente para controlar a ansiedade, e posteriormente retirar o cigarro.

Segundo o pneumologista Felipe Marques, da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, “a vontade de fumar que surge como escape de uma situação psicológica pode ser respondida com a ingestão, por exemplo, de um copo d’água, o consumo de uma bala, uma caminhada ou corrida”. Por isso, o tratamento deve ser multifatorial, com médicos e psicólogos montando estratégias para retirar o cigarro e controlar a ansiedade do paciente, de forma que essa ansiedade também não seja descontada na alimentação exagerada ou outras práticas danosas para o corpo.

Dia Nacional de Combate ao Fumo: Um dos caminhos para mais qualidade de vida.

O combate ao fumo é mais um passo em direção a qualidade de vida. Hoje a expectativa de vida da população nunca esteve tão alta, e por isso devemos estar sempre alertas. É importante nos preparamos para a velhice, e prepararmos nossos filhos para uma vida ainda mais longeva do que a nossa. Por isso, é importante levarmos mais qualidade para nossas vidas com práticas simples, e que podem fazer uma grande diferença lá na frente.

combate ao fumo: qualidade de vida

Pensando na longevidade com qualidade de vida, o armazenamento de células-tronco funciona como uma peça de reposição para garantir mais saúde na vida adulta ou velhice. Hoje não basta vivermos muito, mas sem qualidade. Não é incomum vermos idoso em cadeiras de rodas por conta de lesões de joelho ou lesões ósseas, quando seus ossos estão fracos, e não possuem outras ferramentas para promoverem a regeneração e renovação de seu corpo.

As células-tronco podem ser coletadas em todos momentos da vida, funcionando como peças de reposição do corpo. É difícil nos imaginarmos nossos filhos idosos, mas, se esperamos que eles tenham uma vida longa e cheia de felicidades, também devemos imaginar que um dia ficarão idosos e possivelmente necessitarão de um tratamento por conta da idade. Dessa forma, o armazenamento de células-tronco das crianças é deixar um legado para a vida delas, mesmo que nós não estejamos aqui para as ver utilizando esse presente que deixamos para a vida delas.

Compartilhe esse texto com amigos e incentive que as pessoas ao seu redor deixem de fumar. Cortar esse hábito pode mudar completamente a vida de quem você mais gosta, e é importante levarmos a conscientização contra o fumo a diante.

Por hoje é só!

Navegue por nosso blog e entenda mais sobre as células-tronco como promoção de qualidade de vida. Até mais! 😉