Os dentinhos de leite começam a nascer por volta dos 6 meses de idade. Ao todo, as crianças possuem 20 dentes de leite e cada um deles guarda um tesouro precioso: células-tronco.

O que são células-tronco?

O nosso corpo é formado por trilhões de células, divididas em vários tipos. Elas exercem diferentes papéis, o que significa que cada uma delas desenvolve uma função específica no nosso organismo.

As células-tronco são especiais! Elas são capazes de, em condições adequadas, se multiplicar e se transformar em outros tipos de células, e assim cumprir as mesmas funções delas.

As células-tronco dos dentes de leite

As células-tronco dos dentes de leite são do tipo mesenquimal, o que significa que elas podem dar origem a diversos tipos de células e tecidos como neurônios, músculos, ossos, cartilagens e tecido adiposo.

Todos os dias, estudos revelam novas possibilidades incríveis sobre o uso das células-tronco. Elas estão se mostrando eficazes em terapias para esclerose múltipla, artrite reumatoide, queimaduras de pele, diabetes, diferentes tipos de cegueira etc. Confira nosso texto que conta mais alguns destes estudos.

Estas descobertas estão transformando completamente a medicina e trazendo grandes esperanças de um futuro surpreendente a favor das novas gerações!

Como funciona o armazenamento das células-tronco?

Voltando à história dos dentes de leite, é por volta dos 6 anos que eles começam a cair. E se isso acontecer, as células-tronco que estão dentro dele são perdidas!

Quando o dente cai, ele deixa de receber sangue. Além disso, a polpa entra em contato com bactérias que podem causar a morte destas células especiais.

Para que isso não aconteça, é preciso fazer a coleta do dente de leite com um dentista credenciado à R•Crio, garantindo que este tesouro mantenha-se intacto e pronto para ser multiplicado e armazenado. O procedimento é muito rápido e minimamente invasivo.

Imagine o dentinho de leite do seu filho como uma pequena sementinha:

  • Nós indicamos um profissional da saúde credenciado para examinar e agendar a coleta do dente de leite.
  • Na data estabelecida, essa sementinha será coletada e armazenada nas condições certas para o transporte até a R•Crio.
  • Quando estiver em nossas mãos, vamos semeá-la e cultivá-la com todo o carinho e dedicação que uma vida merece.

Esse processo deve ser necessariamente na infância, porque é quando estas células são mais jovens, o que amplia as possibilidades de tratamentos futuros mais eficazes.

Além disso, ao armazenar as células-tronco do dente de leite do seu filho, você estará preservando células próprias dele, ou seja, que contêm o DNA dele mesmo. Isso reduz o risco de rejeição pelo organismo, aumentando as chances de sucesso em tratamentos.

E você sabia que com um único dentinho você protege seu filho por toda a vida? Apenas um dente de leite já é suficiente para que se obtenha material em quantidade e qualidade para o armazenamento.

Armazenar células-tronco do dente de leite trata-se de um ato de amor, que vem dos pais e pode mudar completamente a vida dos seus filhos. Proteja seu filho em todas as fases da vida. Invista na sua saúde com a preservação das células-tronco! Armazene!