Tecnologias em Saúde: Diabetes

tatuagem diabetes

Hoje a ciência busca novidades para tratar doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão, diabetes, cânceres e doenças pulmonares. Mas nem sempre foi assim. No Século XX, o desafio eram as doenças infectocontagiosas, mas a descoberta da penicilina e medidas preventivas, como saneamento básico, mudaram tudo. Agora, buscamos na tecnologia formas de melhorar a forma como enfrentamos as doenças do envelhecimento.

A Diabetes Mellitus tipo 1 ou tipo 2 é um exemplo de doença crônica não transmissível. Ela atinge crianças, jovens e adultos. Em alguns casos, por uma deficiência no pâncreas, órgão que produz insulina, mas sua maioria é devido ao envelhecimento somados à má alimentação e sedentarismo.

Apesar das dificuldades, as tecnologias e pesquisas buscam maneiras de melhorar a vida dos diabéticos, inclusive que até nos permitem imaginar a cura da diabetes. Veja algumas novidades tecnológicas relacionadas ao tratamento da diabetes e controle da doença:

TATUAGEM QUE MUDA DE COR CONFORME OS NÍVEIS DE AÇÚCAR NO SANGUE

tatuagem para insulina
Imagem: reprodução/Harvard Medical School

Esse é um projeto chamado DermalAbyss, uma colaboração entre os pesquisadores do MIT e de pós-doutores da Harvard Medical School, o Doutor Ali Yetisen e a Doutora Nan Jiang. Eles desenvolveram uma tinta capaz de mudar de cor de acordo com a química do fluído intersticial do corpo. Uma das tintas desenvolvidas muda de cor do verde para o marrom, conforme a concentração de glicose aumenta. Eles desenvolveram também uma outra tinta que muda de cor conforme o nível de sódio aumenta, indicando desidratação.

Foi desenvolvido também um aplicativo que analisa uma imagem de um sensor e garante um diagnóstico quantitativo completo. Yetisen, desenvolvedor do aplicativo, diz que, além de seus pacientes serem o público principal do app, ele também seria muito útil para astronautas, os quais dependem de monitoramentos de saúde contínuos.
Agora o objetivo deles é ajustar algumas coisas, como fazer uma tinta que não desapareça com o tempo e que não se espalhe para outras partes da pele. Essa é a arte se unindo à ciência! 😉

TRATAMENTOS COM CÉLULAS-TRONCO PARA FIM DA INSULINA

celula tronco diabetes
Imagem: Reprodução/Sociedade Brasileira de Diabetes

O estudo brasileiro, pioneiro no mundo, liderado pelo Dr. Carlos Eduardo Couri da USP de Ribeirão Preto/SP, conseguiu ótimos resultados e não deixa de ser uma esperança para milhões de brasileiros. O pesquisador iniciou em 2003 a pesquisa com diabetes tipo 1, uma doença autoimune que destrói as células produtoras de insulina localizadas no pâncreas.

O estudo buscou fazer uma reiniciação do sistema imunológico. Para isso, eles usaram altas doses de quimioterapia endovenosa e, em seguida, injetaram células-tronco hematopoiéticas previamente coletadas da medula óssea. As células-tronco hematopoiética não possuem a capacidade de regenerar as células produtoras de insulina, mas podem proteger as células que ainda estão vivas. Isso significa que o tratamento pode não ter o mesmo efeito em pessoas com mais tempo de diabetes.

Dos 25 pacientes submetidos ao procedimento, 21 pararam de usar a insulina em algum momento. Destes 21, 3 estavam livres de insulina por mais de 7 anos após o tratamento e outros 18 retomaram o uso da insulina com a maioria usando apenas 1 injeção ao dia em baixa dosagem. Esses dados são de 2013 da Sociedade Brasileira de Diabetes.

A célula-tronco mesenquimal, possível de ser coletada pelos dentes de leite em crianças, e pelo palato em adultos, é capaz de regenerar as células-beta do pâncreas, as quais produzem insulina. Na data da publicação, em 2013, o site divulga um estudo pequeno e com acompanhamento de até 3 anos mostrando que até 40% dos pacientes conseguiram ficar livres da insulina após injeção de células-tronco mesenquimais por veia periférica ou no pâncreas por cateterismo arterial.

COMPRIMIDO DIÁRIO CONTRA DIABETES PARA TIPO 2

pílulas de insulina
Imagem: ABC News/ Felice Frankel

Esse novo medicamento, com aprovação recente nos EUA, é uma dose diária e oral para substituir as injeções subcutâneas que simulam a ação do hormônio GLP-1. Apesar de funcionar muito bem, essa injeção acaba assustando algumas pessoas, comprometendo o tratamento e a prescrição médica.

Com isso, o primeiro análogo de GLP-1 de uso oral entrou no Mercado dos Estados Unidos há pouco. A Farmacêutica Novo Nordisk, desenvolvedora do medicamento, diz que o uso parece ter benefícios clínicos no controle da glicose e do peso muito semelhante ao produto injetável. A vantagem, então, é ter um medicamento de fácil uso e que não assuste as pessoas, já que um dos desafios no tratamento da Diabetes Tipo 2 é justamente o comprometimento do paciente com o medicamento.

APLICATIVOS DE CELULAR PARA CONTROLAR A DIABETES

aplicativo para diabetes
Imagem: Reprodução/Brazil Journal

Os aplicativos já estão diariamente em nossas vidas, não é verdade? E não podemos negar que o controle da diabetes também é uma atividade diária dos que precisam. Por isso, diversos apps buscam ajudar diabéticos no controle da alimentação e na agenda da medicação. Alguns mais conhecidos são o Fooducate, My Net Diary Calories Counter PRO, Glic – Diabetes e Glicemia, Glicemias Online, Medisafe, Minsulin, MySugr, BG Monitor Diabetes, Health2Sync, GlucoseBuddy, Diabetes Connect, Diabetes:M, Beat Diabetes, BeatO, One Touch Reveal, Sugar Sense Diabetes App e Diabetic Diet.

Alguns destes aplicativos não estão disponíveis no Brasil, mas todos buscam o mesmo objetivo: controlar e auxiliar o diabético com sua dieta e rotina de medicamentos.

Gostou das novidades?

A R-Crio, laboratório de coleta e armazenamento de células-tronco através dos dentes de leite, também está dentro dessa lista. Com só um dentinho de leite, quando coletado da maneira correta, podemos ter células-tronco jovens e cheias de qualidade para tratamentos futuros. São essas células que conseguem formar novas células-beta do pâncreas, as quais produzem e secretam a insulina.

Pense com carinho nessa nova forma de prevenção para seus filhos.

Até um próximo texto!

Fontes:

https://hilab.com.br/blog/aplicativos-para-controlar-o-diabetes-confira-algumas-dicas/
https://www.diabetes.org.br/publico/colunas/31-dr-carlos-couri/171-celulas-tronco-e-diabetes
https://saude.abril.com.br/blog/futuro-do-diabete/injecao-contra-o-diabetes-agora-vira-comprimido-diario/
https://www.healthline.com/health/diabetes/top-iphone-android-apps#my-net-diary

Harvard researchers help develop ‘smart’ tattoos

O tratamento de um futuro que começa agora

Sempre em busca de saúde para toda a sua família, temos como meta oferecer as melhores opções de planos que a medicina personalizada pode oferecer para o bem estar de cada um.

Quero Saber Mais
Acompanhe nossas Redes Sociais